Posted on and Updated on

Confira como garantir sua vaga no ensino superior

Atualmente o maior vestibular do País, o ENEM é ansiosamente aguardado todos os anos por milhões de brasileiros que passaram o ano todo se preparando para o exame. Tudo porque o ENEM é a porta de entrada para todos os principais mecanismos de concessão de bolsas de nível superior, como é o caso do SISU e do ProUni.

Campus Universitario

O Exame Nacional do Ensino Médio, ou ENEM, é uma prova criada em 1998 pelo Governo Federal. Originalmente o ENEM tinha como finalidade apenas avaliar a qualidade do Ensino Médio no Brasil,ou em alguns casos, servir como parâmetro para concessão de bolsas pelo ProUni. Em 2009 o programa foi ampliado e tornou-se também porta de entrada para as principais faculdades públicas do País. O exame é atualmente o segundo maior vestibular do mundo, perdendo apenas para o vestibular chinês.

Ano após ano o ENEM ratifica seu sucesso e bate recordes de participantes. Em 2014, mais de oito milhões de candidatos se inscreveram para o exame e a expectativa para esse ano é que o número de inscritos bata recorde novamente.

O que cai na Prova do Exame?

No primeiro dia de ENEM, que costuma cair sempre em um sábado, os candidatos têm 4 horas para resolver 45 questões de Ciências da Natureza e 45 questões de Ciências Humanas.

Já no segundo dia, domingo, os candidatos têm 5 horas para resolver 45 questões de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias, 45 questões de Matemática e escrever a redação sobre o tema definido pelo exame.

A expectativa é que as inscrições ENEM 2020 abram em maio e fiquem abertas por cerca de um mês. Elas serão realizadas exclusivamente pela internet e todos os detalhes, como o link por onde deverão ser realizadas, serão disponibilizados no site oficial do ENEM.

Após se inscrever no ENEM você receberá uma carta com a confirmação de sua inscrição. A carta, que tradicionalmente é enviada cerca de 1 mês antes do exame, traz informações como o local para realização da prova, horário e instruções para o exame.

O ENEM costuma ser aplicado em um dos fins de semana de outubro e a expectativa é que o fato se repita esse ano.

Quando será divulgado o Resultado do Enem

O gabarito do ENEM sai cerca de 3 dias após a prova. Com ele você pode conferir suas respostas e estimar quantos acertos teve no exame. O gabarito se torna mais útil ainda quando se leva o caderno do ENEM para casa, aguardando até o final da prova.

A julgar pelos últimos anos, o resultado do ENEM deve ser divulgado entre a última semana de dezembro e as três primeiras de janeiro, também no site oficial do ENEM.

Após a divulgação do resultado da prova, com as notas tiradas em cada uma das 4 áreas e também na redação, é só esperar a abertura dos mecanismos de ingresso no Ensino Superior que se utilizam do ENEM, que são o SISU, o ProUni e o FIES.

Sisu e Prouni são portas de entrada para o ensino superior

O SISU é geralmente o primeiro a abrir. As inscrições costumam abrir cerca de 1 semana depois do resultado do ENEM e duram 1 semana. O SISU oferta bolsas nas Universidades Públicas e o candidato pode escolher até 2 opções de vaga para concorrer.

Após as inscrições no SISU se encerrarem, abrirá o ProUni, que funciona de modo bastante similar ao SISU. A diferença é que enquanto o SISU oferta bolsas em instituições públicas, o ProUni oferta bolsas em instituições particulares. Uma outra diferença entre o ProUni e o SISU é que só podem participar do ProUni os estudantes que se encaixam nos critérios socioeconômicos do programa que são até 3 salários mínimos de renda per capita para quem deseja concorrer às bolsas parciais e 1,5 salário mínimo per capita para as bolsas integrais.

Além do SISU e do ProUni, há também o FIES, cujas inscrições costumam ter prazos bem maiores para serem feitas. Diferente dos dois primeiros o FIES não oferece bolsas de estudo, mas sim financiamento com prazos que podem chegar até 3 vezes a duração do curso.

Posted on and Updated on

Como funciona o Sisu e o processo de seleção para a universidade

O Sisu é um sistema informatizado de Seleção Unificada, gerenciada diretamente pelo o Ministério da Educação (MEC), a qual instituição de rede privada, publica e federal de ensino oferecem oportunidades de nível superior e de educação a nível tecnológico. A seleção pelo SISU disponibiliza diversos cursos, a forma de ingresso para os candidatos participantes da modalidade subsequente é através do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

SISU 2019
Sisu

Como participar do processo de Inscrição do Sisu

Pode fazer inscrição no Sisu todo o estudante que fez o Enem e não tenha zerado a redação do exame, para realizar o cadastro é necessário que você informe o número de inscrição do Enem e a senha usada ao fazer o cadastrado do Enem. Vale ressaltar que só faz vigência ao processo de seleção o número de inscrição 1 ano anterior ao vigente, anos anteriores após o informado não são aceitos.

O Sisu hoje é conhecido com um programa que auxilia aos jovens a oportunidade de ingresso em um nível superior ou técnico com ensino e qualidade oferecido gratuitamente. Acesse o site do programa e confira o resultado do Sisu.

Apesar do Sisu e do Sisutec utilizarem a mesma plataforma de seleção unificada, a uma diferença mínima no processo, o Sisutec oferta cursos em diferentes áreas, enquanto o Sisu oferece cursos de nível técnico e superior para a modalidades de bacharelado e licenciatura, pelo o Sisutec, é ofertado e disponibilizado apenas cursos de nível médio e nível técnico que varia com uma carga horária de duração de 800 a 1200 horas.

Existem 3 tipos de cursos de modalidade técnica integrada, concomitante e subsequente, o integrado o aluno cursar o nível técnico junto com ensino regular, o concomitante o aluno faz o curso em contra turno do ensino médio regular e a modalidade de subsequente são para os alunos que concluíram o ensino médio e só estão buscando qualificação técnica. Porém pelo o Sisu é ofertado somente cursos na modalidade subsequente.

Processo de Inscrição inicia entre 23 a 26 de Janeiro

O Candidato ao ser inscrever no Sisu tem a oportunidade de escolher dois cursos de ingresso de acordo com a sua nota do Enem. Após o período de seleção ao processo do Enem as vagas que se encontrarem em aberto são disponibilizadas pelo o Pronatec, abrindo o processo de vagas remanescentes.

Inscrição SISU 2019
Processo de Inscrição – Foto: Divulgação

O Sisu também seleciona através do processo de cota, que é feito por renda família, raça e pela frequência do aluno no ensino médio.

Quem pode participar do Sistema de Seleção Unificado

Cerca de 85% das vagas é disponibilizada para estudantes que independente da sua renda mensal per capita, tenha cursado por toda a sua vida acadêmica em escolas públicas ou estudantes que tenha cursando em rede privada com bolsa integral.

Estudantes com renda família igual ou inferior a 1 salário per capita mínimo, que tenha cursado toda a vida acadêmica em escolas ou instituições de ensino público ou estudantes na modalidade de ensino privado serão disponibilizadas 50% das vagas da rede Federal de Ensino.

Aos estudantes que se autodeclararem pardos, indígenas e pretos que possuem interesse em ingressar na rede Federal de Ensino, deve ter renda mínima família até 1 salário e meio, que cursaram integralmente o ensino médio em rede de ensino público ou que tenha estudado em rede privada com bolsa integral, serão reservadas o percentual por turno e curso, que pega como base os dados populacionais mais recentes que são divulgados através do IBGE.

Posted on and Updated on

DICA: Como Fazer uma Boa Redação

Ao se aproximarem as provas de vestibulares os estudantes de desesperam para estudar mais do que nunca e conseguirem se classificar no vestibular alcançando assim um sonho de ingressar em uma boa universidade e crescer na vida. Esse é o grande sonho da maioria porem muito distante para muitos deles, para passar em um vestibular é necessário mais do que vontade, mas também estudo e competência. A época de escola é a mais importante para qualquer estudante, pois é exatamente nessa ocasião que se torna possível esclarecer dúvidas e expressar ideias.

Como fazer uma boa Redação
Dica: Como fazer uma boa Redação

Dicas para arrasas sua Redação

Confira abaixo como fazer uma boa redação para passar em um vestibular 2020.

A maior dificuldade de um jovem é saber diferenciar os três tipos de redações existentes:

  • Narrativa;
  • Descritiva;
  • Dissertativa.

Para cada um desses tipos existe uma maneira diferente de expressar uma ideia, por exemplo, a redação dissertativa tem como objetivo ser clara e demonstrar uma opinião formada sobre determinado assunto. A descritiva tem como objetiva deixar o leitor tirar sua própria conclusão sobre o assunto é necessário utilizar exemplos para que seja mais fácil a interpretação do leitor e a narrativa tem como objetivo narrar uma determinada história fictícia ou real sem que o narrador entre no diálogo.

Em geral a mais procurada pelos alunos e professores que aplicam a prova é a dissertativa, pois para o aluno é mais fácil devido à liberdade de opinião e pelo fato de expressar um ponto de vista fixo sobre determinado assunto. Já para os professores e avaliadores de vestibulares esse tipo de redação é ideal devido às habilidades que o aluno deve expressar nesse tipo de situação.

Por exemplo, é necessário que ele tenha o dom de organizar suas ideias, tenha o conhecimento sobre o assunto, demonstre uma única opinião sem se alto contrariar e consiga de forma clara e objetiva expressar sua ideia central. Fique por dentro de tudo que acontece ao seu redor e garanta assim sua vaga na segunda fase do vestibular.

Posted on and Updated on

DICA: Aproveite o Simulado do exame nacional do ensino médio para arrasar no ENEM!

Uma das partes que mais aterroriza os candidatos do Enem é a inscrição trata-se de um período bem curso, e que o site do INEP fica caindo constantemente. Por isso, fique ligado, e faça a sua inscrição no enem o mais breve possível, para evitar falhas no sistema. Isso acontece porque todas as universidades que usam o Enem como forma de ingresso exige que o estudante tire no mínimo 450 pontos na prova e não zere a redação.

A cada ano é escolhido um tema diferente que pode envolver economia, cidadania, política, questões familiares, etc. Nunca ninguém sabe o tema, por isso a expectativa para conseguir escrever uma boa redação é grande.

Os candidatos do Enem precisam criar uma redação dissertativa argumentativa de até 30 linhas abordando o assunto, maneiras de como melhorar ou lidar com determinada situação. Muitas coisas são proibidas na redação e tiram pontos dos candidatos. Aqui você vai ver o que não fazer e como se preparar para o ENEM.

Dicas para se preparar para a Prova do Enem

As dicas para você se preparar são fáceis e simples de serem feitas. A primeira coisa que você deve fazer é ler, seja livros, revistas, sites na internet, seja o que for. Ler estimula o vocabulário, te ensina palavras novas e você aprende novas maneiras de argumentar. Sem falar que lendo algum site de informação você já estará se atualizando.

Simulado ENEM 2019
Preparação para o Enem

O que NÃO fazer em uma Redação?

Você deve redobrar a atenção quando começar a escrever para nunca fugir do tema. Esse é um erro que tira muitos pontos e você pode até zerar a redação se não falar sobre nada do assunto que cair no ENEM dois mil e vinte. Muitos candidatos explicam uma coisa, depois já pulam para outra e quando veem já se perderam totalmente. Nunca fuga do assunto proposto.

Outro erro que tira muitos pontos e pode levar a um zero é se você desrespeitar os direitos humanos. Não seja preconceituoso na hora de montar o seu texto e nem incentive crimes e essas coisas. Além disso, não escreva a redação oficial com o lápis, lembre-se de passar a limpo com caneta!

Os candidatos também precisam tomar muito cuidado com as rasuras, caso você erre uma palavra passe apenas um traço em cima dela e nada de usar corretivos. Eles deixam o texto com uma aparência horrível, além de piorar toda a situação. Escreva com calma e tome muito cuidado para não errar.

Por último, mas não menos importante, nunca desenhe ou deixe recados na folha de redação.